terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Diário de Roma I


Ontem à noite, graças a uma dica do Alfonso, recepcionista do apart-hotel onde estamos hospedados encontramos “ La Vecchia Roma”, um pequeno restaurante italiano, mas com uma deliciosa cozinha tipicamente italiana. Provei e aprovei o “spaghetti alla pescatore” à base de frutos do mar, uma iguaria que me fez devorar o prato todo! A conta foi escrita na toalha de papel da mesa e não foi nada salgada...

Hoje, terça de carnaval, acordamos cedo para visitar o Vaticano e nos surpreendemos com a afluência de pessoas, começando no metrô, que pegamos na Termini (estação ferroviária de Roma), completamente lotado, rumo a estação Otaviano. Depois de duas horas de espera em uma fila gigantesca  (não é bem o termo) conseguimos entrar na Basílica.


Não há palavras nem fotos para descrever a grandiosidade deste monumento do catolicismo, que atrai visitantes do mundo inteiro.

Demos a “sorte” de chegar no período de visitação aos “corpos presentes” de dois santos italianos; São Pio e São Leopoldo, expostos em dois esquifes de vidro no domo central da catedral. 

Após quase uma hora de lenta procissão com muitas rezas e cânticos conseguimos percorrer a extensão da basílica e chegar próximos ao gigantesco dossel da maior catedral do mundo.

Desistimos de visitar a Capela Sistina e o Museu do Vaticano face ao adiantado da hora e prosseguimos nossa peregrinação pela via de acesso principal à Praça São Pedro, chegando ao Castelo de Santo Ângelo, um monumento romano que é um marco de vários períodos da cidade, passando pelo imperador romano Adriano e por diversos papas. 


Diga-se de passagem, que é a melhor vista da Basílica de São Pedro, já que da Praça São Pedro mal se vê seus domos encobertos pela fachada da catedral, além de se visualizar o rio Tevere (Tibre) e suas pontes.


Neste ponto, Roma rivaliza com Paris, ouso dizer. Uma paisagem deslumbrante, inesquecível, felizmente registrada nas fotos, nas palavras e, principalmente, em nossos corações.

Roma, 09/02/16

Edu Cezimbra