segunda-feira, 16 de maio de 2016

Maquiavel e a escolha dos ministros dos príncipes


"Não é algo de pouca importância para um príncipe a escolha de seus ministros, os quais serão ou não serão bons conforme a sensatez que ele revelar. O primeiro juízo que, por conjetura, formamos das faculdades intelectuais de um soberano ampara-se no conceito que fazemos dos homens que ele tem em torno a si. Quando estes são capazes e fiéis, podemos reputá-lo indubitavelmente inteligente, porque soube reconhecer-lhes as capacidades e conservá-los fiéis. Todavia, quando estes assim não são, deste soberano realmente não podemos formar um bom juízo, visto que o seu primeiro erro ele já o cometeu nessa escolha."

Maquiavel, " O Príncipe"

Em tempos de exceção, como este que atravessamos, nada melhor que a leitura dos clássicos, sempre tão afastados no tempo, como garantia de não estarmos emitindo opinião contrária ao príncipe da vez.

Porto Alegre, 16 de maio de 2016.

Edu Cezimbra