quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Pílulas mágicas



Nas farmácias de cada esquina da vida há muitas pílulas a serem vendidas como solução mágica para as dores do mundo.

Estar 'nesse mundo' não é mole não...

Daí a se empapuçar de pílulas vai uma larga bula de efeitos colaterais e secundários das drogas.

Há farmácias em cada esquina das cidades brasileiras estimulando o consumo desenfreado de pílulas para toda espécie de doenças recém-saídas do forno (vendem mais que pão quente).

A hipocondria é a nova mania nacional substituindo a dos 'carros zeros'.

Essa é 'sublimada' estacionando os carros velhos em um posto de gasolina para se abastecer de cerveja de milho trangênico e aspirar o ar aditivado de monóxido de carbono dos 'carros zero'.

No documentário brasileiro 'A loucura entre nós' filmado em um hospital psiquiátrico (ainda existem), um paciente se declara esquizofrênico, mas se sente normal.

Sabe de cor quantos e quais psicotrópicos consome durante o dia.

Sabe igualmente que as 'pílulas mágicas' que o mantém 'normal' também viciam...

Fica a pergunta: quantas pílulas cabem no estômago até que se perca de vez a humanidade?


Porto Alegre, 1º de fevereiro de 2017.

Foto: cena do filme 'A loucura entre nós' 

Edu Cezimbra