sábado, 7 de outubro de 2017

Rosa Amma







Rosa Amma!

Quando eu nasci
Encontrei minha família
Eu era bebezinha
Foi lá que eu brinquei
Agora tenho um aninho!

Pra que é a poesia?
Quando molha nas janelas
Eu vejo,
Mas agora, o fim da poesia,
Não vejo!

Sou feliz! 











Poesia da minha netinha Íris, seis anos, ditada de uma só vez (como sempre) para sua vó, em homenagem ao primeiro aninho de sua irmã Rosa Amma.


Porto Alegre, 2 de outubro de 2017.

Arte: Íris Cezimbra Armbrust

Foto: Lua Cezimbra

Edu Cezimbra