sábado, 13 de maio de 2017

Apocalipse global


A Terra desintegrou sem que ninguém percebesse. Se fosse um asteróide em rota de colisão com a Terra, astrônomos teriam previsto.

Especula-se que tenha entrado em um buraco negro e se desmaterializado instantaneamente.

Não houve tempo para despedidas, cada um cumprindo sua rotina ou adormecidos.

Não senti dor, mas não queria aceitar de início.

Explico, de alguma forma o espirito (chame como quiser, consciência, campo astral, etc) sobreviveu  em um nada.

O inferno deve ser mais divertido que o nada. Talvez, por isso, muitos negam a destruição do planeta, que virou poeira cósmica.

- Ah é, então prova! - provoca um novo cético do apocalipse global.

Bem, pelo menos isso não acabou...


Porto Alegre, 13 de maio de 2017.

Foto: Google

Edu Cezimbra