terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Frase definitivas de dezembro de 2017


Antes de uma Escola Sem Partido urge uma TV Sem Partido.


O Datafalha afirma que a rejeição ao Temer parou. - Sim, chegou ao fundo do poço...


E a "República de Curitiba"?
- Foi rebaixada para "Panela de Curitiba" pelo Tacla Durán...


Na manhã fria e nublada de uma primavera atípica o que aquece e ilumina é o canto da passarada...


Golpe contra os pobres é dado com o porrete da austeridade e depois com o cassetete da polícia.


Canções de amor são porta de entrada para drogas mais pesadas...como a poesia.


Comparando Temer com Dilma fica evidente que muitas vezes não é o que um governo faz mas o que não faz o que conta mais.


Dados do IBGE de ontem: nos dois últimos anos 23 milhões de brasileiros caíram na miséria. - Ordem e Progresso...


Parafraseando Arquimedes: "Dê-me um feriado e eu levantarei o mundo."


Em meio ao cinza
Uma réstia de sol
Faz o galo cantar


Golpe de estado do General Inverno obriga a Presidenta Primavera renunciar.


Falando aos militares Temer reclamou que no Brasil não se respeita hierarquia. Ele que o diga...


Maluf na cadeia! - Te cuida, Aécio...


Abriram-se flores de "Espada de São Jorge". - Então não são flores, são floretes...


"Contra a azia e a melancolia use Brás Cubas, o milagre de cada dia!" Machado de Assis já zombava da publicidade?


Solidão é um grande sólido que se desmancha no ar... de Soledade.


"O bom pato amarelo não berra", quando perde direitos sociais e trabalhistas não vai às manifestações por elas serem de esquerda. - Otários e reacionários.


Temer com 6% de aprovação, no meu tempo isso era reprovação garantida...


Há que saber do amargo para se saborear o doce...


A coisa está tão difícil que já tem gente desejando Feliz Dia Novo...


Todo lema positivista tem seu pólo negativista. "Ordem e Progresso" tem muita "Passividade e Reacionarismo".


Na falta de perspectiva, uma retrospectiva de 2017...


"Evite a primeira garfada", novo lema do "Programa Fome 10" do desgoverno Temer...


O Ano Novo sempre exclama: "nada como um dia após o outro." Já o Ano Velho pensa: " As voltas que o mundo dá."


Depois de 2016 e 2017 fica difícil acreditar em mensagens de "Feliz Ano Novo".


Lema dos IA (Iludidos Anônimos): "Só por hoje evitarei a ilusão, sem me tornar desiludido."


O ano é novo, o que prossegue velho é o homem...


Muitos reclamam do "ano velho", poucos reclamam do "homem velho".


Falar em "teologia da prosperidade" em época de vacas gordas é fácil, quero ver em época de "vacas magras". Aí vira "teologia da austeridade".


Talvez, se vivo fosse, Marx diria que a história se repete como ironia...


E o _MDB? - Tá mais pra _RENA... Entendeu?


Esse papo de "botar pingos nos is" tem é muito "mimimi"..


Se fazendo de garoa a chuva veio forte pra "molhar bobo"...


As nuvens de chuva estacionaram em fila indiana, aguardando a hora de descarregarem seu aguaceiro.


O vento leste sopra forte trazendo advento do Oriente.


Uma viagem só acaba quando esquecemos dela...


Quando viajei para Lisboa, senti-me como em casa.
- Em Porto Alegre?!
Não, em Montevidéu...


A vida está mais barata" afirmou Temer. - De fato, "nunca antes nesse país" se desvalorizou tanto a vida de cada cidadão.


Morreu de câncer no esôfago um grande defensor do agrotóxico.
- Morreu do próprio veneno, literal e figurativamente.


Eu perco o amigo no Facebook, mas não largo a minha campanha particular contra os agrotóxicos e seu maior defensor, o agronegócio.


Se as polícias tivessem o mesmo empenho da "guerra às drogas" no combate ao contrabando e uso irregular de agrotóxicos...


A privatização dos bens comuns de uma nação é sinônimo de privação do cidadão.


Quem defende bandido não é defensor dos Direitos Humanos, é advogado criminalista.


Vaga de emprego no Congresso Nacional: apagador de fotos com o Geddel, apaga-se, digo, paga-se bem...


-Já que "está mais barato viver no Brasil" retire-se 11 reais do salário mínimo.
- O sujeito é perverso mesmo!

São contra o Bolsa-Família mas vão correndo pegar o auxílio-moradia. -Perversidade a gente vê por aqui...


De tanto que se vende tem Michel que tá mais pra Michê...

Um Ano Novo nada mais é que a repetição mecânica do ano velho sem a presença do Homem Novo.


Parafraseando Gramsci: o desafio do Ano Novo é perder as ilusões sem se tornar desiludido.





Facebook, dezembro de 2017.

Imagem: Quino

Edu Cezimbra