segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Uma lição do bambu



No manejo de um bambuzal há sempre uma lição a extrair diante das dificuldades; outro dia, ao procurar remover as pontas de bambus secas acumuladas sofri vários arranhões de seus galhos finos e uma queda ao pisar em falso.

O acúmulo de pontas secas de bambu que não são aproveitadas na extração erguem uma paliçada difícil de ser transposta e removida.

Estas pilhas de hastes secas impedem também o surgimento de  brotos de bambu e de outras mudas de árvores nativas, tornando o local estéril assim como fazem as plantações de eucaliptos e pinus.

Ao olhar a quantidade de pontas secas de bambu depositadas em uma enorme pilha há um "certo" desânimo de encarar esta árdua tarefa, que quando concluída nos revela um solo fértil repleto de sementes de árvores nativas prontas a brotar.


Então, assim é na vida, quantas vezes, após muito relutar, ao procurarmos remover alguma coisa velha, endurecida, seca de nós mesmos não sofremos arranhões e quedas, para depois nos sentirmos melhores.



Edu Cezimbra, verão de 2016.