terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Resistências



Aqui já te encontravas
Vivendo
Muitos povos espalhados
Pelas matas
Falavas centenas de línguas
Nominavas
Rios, serras, cachoeiras
Animais, árvores e sementes
Para ti mais que coisas
Sabias da floresta
 Os segredos 
Tuas medicinas eram naturais
Raízes, ervas, plantas
Com teus cantos, danças
E crenças
Manténs viva a tua terra
Sagrada

Podias não falar latim
Ou grego
Nem entendias da missa
O latinório
Pois falavas línguas
Africanas
Vindos em navios negreiros
Escondidas em trapos
Trouxeste
Sementes de culturas
Ancestrais
Memórias vivas
De tuas tradiçoes
Sabedorias milenares plenas
De humanidade
Ocultados nos santos dos opressores
Fostes capaz de manter vivos
Os orixás

Porto Alegre, 20 de dezembro de 2016.

Edu Cezimbra