quarta-feira, 23 de março de 2016

GUADUA

Poema em homenagem ao meu segundo neto, Guadua, quando do seu nascimento em parto domiciliar.