segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Para escrever basta uma caneta-tinteiro e um caderno de pauta


É muito fácil escrever...

Sim, basta uma caneta-tinteiro e um caderno de pauta...

Pauta é fundamental. Sem pauta não tem texto, entende?

Sei, o texto é apenas um detalhe, porque sem a caneta-tinteiro e o caderno de pauta não haveria texto... Já entendi, mas é que, às vezes (quase sempre), tenho a caneta-tinteiro e o caderno de pauta...em branco.

Ah, mas não tem pauta, tem?

Tem, óbvio! Mas não tem texto!!!

Péra...Como assim?!...Quer dizer que com a 'bola picando' não consegue chutar, é isso?

Tá, entenda como quiser...

Cara, não tem como errar: se a bola tá picando, chuta!!!

Não gosto de futebol...

Ok, e de sinuca?...

Sinuca de bico.

Vou te dar o 'caminho da roça', ou melhor, o 'caminho da pauta' para escrever; seguinte: a caneta-tinteiro e e o caderno, tem de estar, aquele escrevendo, e este aberto, sendo escrito...

Pô, não precisa tripudiar, né?

Sério, tem que 'suar a camisa' neste jogo, seja qual for...

Sei...

O 'feijão com arroz' é o 'pontapé inicial', se é que me entende...

Lá vem você com o futebol!!!

Isso, o 'pontapé inicial' da escrita é escrever muito. Como diz o dito popular: "escrever à torto e à direito."

Mas isso qualquer um faz, não é literatura.

Então, o que está esperando?!...



Porto Alegre, 19 de setembro de 2016.

Edu Cezimbra