quinta-feira, 14 de abril de 2016

A minha vida é um facebook aberto...


  • As reparações para os indígenas vítimas da ditadura se farão com a demarcação de suas terras na democracia, ou para eles a ditadura não acabou?
   
  • Ecologizar os movimentos sociais ou socializar o movimento ecologista, o que é mais urgente?

  • Constato o quanto ainda nos falta de uma genuína educação à altura dos desafios de nossa era para o povo e para os políticos, representantes deste povo. 

  • A minha vida é um facebook aberto...

  • A filosofia como um modo de ser e estar no mundo encontra na vida de Wittgenstein um raro exemplo! 

  • Quanto à justiça não há neutralidade, mas omissão, cumplicidade, leniência. 

  • Os Estados Unidos da América, USA (para os mais chegados), quem diria, também adotaram o bolivarismo. Eleições tiveram mais de 140 plebiscitos, entre eles, um que legalizou a cannabis. Depois da Inglaterra, Suíça, os EUA, o que não irão dizer os paladinos da intervenção militar sobre este fenômeno?

  • A missão prioritária da Educação Ambiental é deter a extinção acelerada das espécies, incluindo a espécie humana.

  • Diz um "cientista" político que no fim das contas o que sobrou das manifestações de junho de 2013 foram 2 partidos, como não citou as siglas deduzo que são o PT e o anti-PT,

  • "Inteligência generalizada e agilidade mental são os inimigos mais poderosos da ditadura e, ao mesmo tempo, as condições básicas de democracia efetiva." A frase é do Aldous Huxley é antiga, mas se aplica a esta onda reacionária que pretende manipular as redes sociais!

  • Basta ver as "palavras de ordem" dos manifestantes reacionários para perceber que manter o entulho autoritário da ditadura militar é incubar o ovo da serpente fascista.

  • A velhice é uma idade paradoxal: muitos reclamam, poucos querem sair dela!

  • O Povo das Caixas foi como um Kaingáng chamou aos brancos. Fica mais uma vez comprovado o poder de nominar dos índios, pois é cada um na sua caixa separado do mundo.


 Facebook, 2014

Edu Cezimbra