segunda-feira, 4 de abril de 2016

Passarinhada



Abrir a janela de casa e ver de pertinho um casalzinho de cambacicas chilreando em um pé de pariparoba e a pular de galho em galho é uma experiência culminante já ao despertar!

Um acidente aéreo inédito aqui em casa: um sábia se chocou a toda velocidade contra a vidraça da janela, a fêmea conseguiu desviar! O sábia ficou completamente tonto (temi pela sua vida), mas está se recuperando bem embaixo da casa...

Morar longe do centro de Porto Alegre tem suas desvantagens culturais e sociais, em compensação respirar o ar puro da mata ouvindo a cantoria da passarada com cheiro de terra molhada não tem preço! 

Aos 97 anos e uma obra poética original e inefável, Manoel de Barros, pegou carona num passarinho (um poeta inspirado como ele não morre, se reinventa, vai mentir em um céu a ser inventado por ele)...


Porto Alegre, primavera de 2014.

Edu Cezimbra